Blog

yoga emagrece


Por que o Yoga não é uma atividade física
Dicas de Yoga | 8 abr 2021 | Equipe YogIN App

Yoga Emagrece?

YOGA EMAGRECE? Eu poderia responder essa pergunta simplesmente falando: o verdadeiro sentido do Yoga não se preocupa com isso. Mas se eu falasse que o Yoga, como filosofia que busca o autoconhecimento e iluminação da consciência, não liga pra isso também não seria verdade. O Yoga se preocupa com a saúde integral, seu corpo físico, energético, emocional e mental em equilíbrio. Se o excesso de peso estiver atrapalhando a execução dos seus asanas, causando disfunções como falta de energia e dores na coluna, isso não é harmonioso para o seu corpo e você deve atentar para a causa desse sobrepeso através de exames médicos e do auto-estudo, a observância de seus atos. Nenhum exagero é saudável. Exagerar na comida e no sono não são compatíveis com o cotidiano de um yogin, segundo o Bhagav Gita. Krishna diz: O Yoga não é para quem come em excesso ou jejua com exagero, Arjuna; nem tampouco para quem dorme demais ou se entrega a prolongadas vigílias. (Gita VI-16) Aquele que é moderado na comida, na diversão, na ação, no sono, na vigília ou no estar-desperto, para este a prática de Yoga destrói todas as misérias. (Gita VI-17)   Porém, se você está acima do peso para os padrões de magreza indianos, mas se sente cheio de energia, não tem dificuldade para as posturas, seus check ups estão ótimo, ame seu corpo e viva como se sente bem e feliz. Respondendo a pergunta de uma forma direta, o Yoga seria eficiente no emagrecimento por diminuir a ansiedade e aumentar a consciência. Você será mais seletivo nas escolhas dos alimentos ao interpretar que seu corpo é seu templo e, assim, ingerir produtos industrializados, sem vida, não serão sua primeira opção, pois podem inflamar invés de dar energia. Alimentar-se bem com frutas e legumes será um prazer quando você tem essa consciência do prana, da energia vital. Além disso, ao diminuir a ansiedade pessoas que comem por compulsão ou para suprir uma carência emocional poderão facilmente se  livrar desse hábito através de pranayamas e meditação constantes. Escrevemos um artigo sobre Yoga e o aumento de produção de GABA  aqui. O GABA é um neurotransmissor secretado por um receptor sinóptico, que praticamente desaparece do sistema nervoso em situações de ansiedade e nervosismo, sua abundância é relacionada ao oposto, relaxamento e tranquilidade. Pesquisas da Universidade de Medicina de Boston mostraram através de ressonância magnética espectroscópica que praticantes de Yoga obtiveram um aumento de 27% nos níveis de GABA após uma prática de 1 hora. Sabemos que emagrecimento é 70% alimentação. O abdômen tanquinho se constrói na cozinha e não com abdominais, então deixando de comer por impulso e escolhendo com mais consciência seus alimentos, o emagrecimento é um caminho natural. Com relação ao tônus muscular, o Yoga é extremamente eficiente em modelar seu corpo se você tiver disciplina na prática de asanas e aplicar o conceito de tapas, autosuperação, sendo honesto com seu sádhana (prática) tentando realmente dar o melhor de si a cada prática. new RDStationForms(\'newsletter-yogin-formulario-1c3fb174b015350a9cd5-html\', \'UA-68279709-2\').createForm();  

Dicas de Yoga | 2 abr 2021 | Juliana Beneton

O que comer antes e depois da prática de Yoga

Entenda a melhor alimentação para antes da prática de Yoga Quem está começando a praticar Yoga regularmente já incluiu a prática no seu cotidiano e se interessa em saber o que comer antes e depois da prática de Yoga. Existem tipos de alimentação específica para cada atividade e com o Yoga não é diferente, entenda melhor o que comer para melhorar sua prática de Yoga. SE DESEJA OUNVIR O PODCAST QUE ENSINA  O QUE COMER ANTES E DEPOIS DO YOGA - CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO   Quantas vezes você já se pegou pensando qual seria a refeição mais adequada após a sua prática de yoga? Ou melhor, o que você deveria comer dependendo do período do dia em que faça aula? De forma geral, fazer uma refeição ou um lanche contendo carboidrato, proteína, gordura e muitos outros nutrientes - independente de ser logo após, ou até uma hora depois da prática - é a melhor opção para a maioria das pessoas. Devido a essas e outras dúvidas, resolvi compartilhar dicas bem simples para depois de uma boa prática de yoga. Estas ideias são baseadas em quatro diferentes circunstâncias, pois o que você deve comer após a sua prática matinal é diferente do que você deve comer após sua prática noturna, por exemplo. Lembrando também que essas são apenas sugestões, você pode adaptá-las de acordo com sua necessidades individuais.   Após a prática pela manhã Se você tem o hábito de praticar yoga bem cedo, pela manhã, a melhor opção seria estar em jejum. Depois da aula, eu recomendo que você se hidrate de forma adequada, ingerindo dois copos de água mineral em temperatura ambiente (ou mais, se sentir necessidade). Depois disso você pode tomar seu café da manhã e investir em alimentos alcalizantes e ricos em antioxidantes: smoothie/shake com frutas, folhas verdes escuras, chia ou semente de linhaça, leite de amêndoas ou sua proteína vegana de preferência; mingau de aveia cozido com leite de amêndoas, mel e especiarias, acompanhado de algumas frutas frescas; tofu orgânico refogado ou ovos mexidos no óleo de coco e uma batata doce cozida; frutas frescas salpicadas com aveia e flocos de quinoa e um suco verde. Essas opções visam repor os nutrientes depois de uma longa noite de sono e a prática dos seus asanas, além de fazer com que você começe o dia mais energizado. Optar por acompanhar uma das opções citadas acima com uma xícara de chá da sua preferência pode ser uma ótima ideia. Os meus preferidos são chá verde, gengibre, menta e dente de leão. Aula durante o almoço Se o único horário do dia disponível para sua prática for o horário do almoço, sem problemas. Comer algo leve, alguns minutos antes, para poder dar energia durante a aula e ajudar a controlar seu apetite depois. Comer uma fruta pequena seria uma ótima opção. Após a aula, algumas opções balanceadas de almoço seriam: Homus: pasta de grão bico, proteína vegana de qualidade salada grande de folhas verdes com quinoa ou grão de bico; tradicional arroz integral e feijão, acompanhado de verduras refogadas e cruas; sanduíche de pão integral com homus, avocado (ou abacate) e muita salada (tomate, pepino, brotos...). Se você não é vegetariano ou vegano, pode optar por adicionar uma carne magra nessas refeições . Mas lembre-se: consumir carnes e outros derivados animais não significa necessariamente que você está se nutrindo de forma mais completa.   O que comer para a prática de Yoga no meio do dia Se a sua aula acontece no meio da tarde, provavelmente você terá energia de sobra proveniente do seu almoço. Portanto, eu aconselho não comer nada antes da aula. Entretanto, se você tiver muita fome por optar por algo de fácil digestão, como um pedaço de fruta. Depois da prática, um lanche leve é mais do que o suficiente para dar energia até o horário do jantar. maçã com manteiga de amendoim ou amêndoas; punhado de amêndoas e sementes variadas; suco de açaí sem xarope de guaraná (você pode optar por mel ou adoçante 100% stevia); suco de morango, água de coco e mel.   O que comer para a prática de Yoga à noite Se sua aula é por volta das 18h, você provavelmente já fez o lanche da tarde e está pronta para aula. Após a prática, opte por um jantar leve e que satisfaça as suas necessidades. Porém, se a sua aula é mais tarde, por exemplo às 21h, você pode jantar antes (aconselho duas horas antes) e depois da prática optar por algum lanche leve para não ir para a cama com fome. Para uma boa noite de sono é essencial que tenhamos nos alimentado de forma adequada. Algumas opções para o jantar seriam: sopa de legumes com lentilhas; arroz integral, grão de bico, avocado (ou abacate)e verduras cozidas; macarrão com molho de sua preferência (eu, particularmente, prefiro massas feitas de farinha de grão de bico, acompanhadas de molho tomate). Normalmente, saladas e vegetais crus à noite, não são recomendados por serem de difícil digestão. No período da noite seu corpo está se preparando para uma noite de descanso e sobrecarregar seu sistema digestivo com uma refeição pesada ou cheia de fibras não seria a melhor opção. Portanto, escute o seu corpo! Agora durante o verão, com o clima mais quente, talvez você perceba que seu corpo pede algo mais gelado e refrescante, então permita-se optar por uma deliciosa salada colorida, um gazpacho (sopa fria) ou um alimento balanceado e também refrescante, que lhe apeteça.    Namastê.   Ouça também via: