Blog

gaba


Por que o Yoga não é uma atividade física
Dicas de Yoga | 8 abr 2021 | Equipe YogIN App

Yoga Emagrece?

YOGA EMAGRECE? Eu poderia responder essa pergunta simplesmente falando: o verdadeiro sentido do Yoga não se preocupa com isso. Mas se eu falasse que o Yoga, como filosofia que busca o autoconhecimento e iluminação da consciência, não liga pra isso também não seria verdade. O Yoga se preocupa com a saúde integral, seu corpo físico, energético, emocional e mental em equilíbrio. Se o excesso de peso estiver atrapalhando a execução dos seus asanas, causando disfunções como falta de energia e dores na coluna, isso não é harmonioso para o seu corpo e você deve atentar para a causa desse sobrepeso através de exames médicos e do auto-estudo, a observância de seus atos. Nenhum exagero é saudável. Exagerar na comida e no sono não são compatíveis com o cotidiano de um yogin, segundo o Bhagav Gita. Krishna diz: O Yoga não é para quem come em excesso ou jejua com exagero, Arjuna; nem tampouco para quem dorme demais ou se entrega a prolongadas vigílias. (Gita VI-16) Aquele que é moderado na comida, na diversão, na ação, no sono, na vigília ou no estar-desperto, para este a prática de Yoga destrói todas as misérias. (Gita VI-17)   Porém, se você está acima do peso para os padrões de magreza indianos, mas se sente cheio de energia, não tem dificuldade para as posturas, seus check ups estão ótimo, ame seu corpo e viva como se sente bem e feliz. Respondendo a pergunta de uma forma direta, o Yoga seria eficiente no emagrecimento por diminuir a ansiedade e aumentar a consciência. Você será mais seletivo nas escolhas dos alimentos ao interpretar que seu corpo é seu templo e, assim, ingerir produtos industrializados, sem vida, não serão sua primeira opção, pois podem inflamar invés de dar energia. Alimentar-se bem com frutas e legumes será um prazer quando você tem essa consciência do prana, da energia vital. Além disso, ao diminuir a ansiedade pessoas que comem por compulsão ou para suprir uma carência emocional poderão facilmente se  livrar desse hábito através de pranayamas e meditação constantes. Escrevemos um artigo sobre Yoga e o aumento de produção de GABA  aqui. O GABA é um neurotransmissor secretado por um receptor sinóptico, que praticamente desaparece do sistema nervoso em situações de ansiedade e nervosismo, sua abundância é relacionada ao oposto, relaxamento e tranquilidade. Pesquisas da Universidade de Medicina de Boston mostraram através de ressonância magnética espectroscópica que praticantes de Yoga obtiveram um aumento de 27% nos níveis de GABA após uma prática de 1 hora. Sabemos que emagrecimento é 70% alimentação. O abdômen tanquinho se constrói na cozinha e não com abdominais, então deixando de comer por impulso e escolhendo com mais consciência seus alimentos, o emagrecimento é um caminho natural. Com relação ao tônus muscular, o Yoga é extremamente eficiente em modelar seu corpo se você tiver disciplina na prática de asanas e aplicar o conceito de tapas, autosuperação, sendo honesto com seu sádhana (prática) tentando realmente dar o melhor de si a cada prática. new RDStationForms(\'newsletter-yogin-formulario-1c3fb174b015350a9cd5-html\', \'UA-68279709-2\').createForm();  

medtidacao ganges
Dicas de Yoga | 23 dez 2020 | Juliana Beneton

Cansaço crônico e desânimo? Conheça os sintomas da fadiga adrenal e como o Yoga pode ajudar

Cansaço crônico e desânimo? Conheça os sintomas da fadiga adrenal e como o Yoga pode ajudar Todos nós passamos por situações de estresse - isso é completamente normal – e, muitas vezes, saudável. Nosso corpo realmente foi feito para lidar com esses tipos de situações. Por exemplo, se voltarmos no tempo e pensarmos na época em que nossos ancestrais viviam na selva e sobreviviam da caça, conseguimos entender o quão benéfico seria dispor desse mecanismo eficiente de estresse. Vejamos da seguinte forma: você está caçando, avista um animal perigoso, seu organismo entra em estado de alerta, o coração dispara e você precisa correr! Muito mais do que simplesmente sair correndo, seu organismo irá liberar uma séria de substâncias e hormônios capazes de acelerar seus batimentos e alterar seu metabolismo, ajudando você a sobreviver diante dessas situações de perigo. Bem, a diferença é que nosso corpo não foi feito para viver em constante mecanismo de alerta. As nossas glândulas adrenais (localizadas logo acima dos rins) são responsáveis pela produção de cortisol - e outros hormônios como o DHEA (dehidroepiandrosterona), que são liberados em reposta ao estresse, seja esse proveniente de estresse físico, emocional ou fisiológico. Uma vez que, nos dias de hoje, as situações do dia a dia nos levam a um estado de estresse constante, a produção desses hormônios disparam e ao longo do tempo acabam causando uma \"exaustão\" dessas glândulas, prejudicando a secreção desses hormônios. E daí o nome: fadiga adrenal.   Glândula adrenal (acima dos rins) A fadiga adrenal normalmente causa uma série de sintomas como: * sentimento de cansaço constante; * desânimo e depressão; * irritação e ansiedade; * ganho de peso (principalmente ao redor do abdômen); * dificuldade em pegar no sono; * pressão baixa ou hipoglicemia; * desejo por alimentos doces e também bem salgados; * diminuição da libido; * dificuldade de focar em tarefas do dia a dia. Os sintomas muitas vezes são confundidos com depressão ou distúrbios da tireoide. A propósito, o fato de não existir um exame específico que seja capaz de diagnosticar a fadiga adrenal, muitos pacientes entram em tratamento para depressão. Entretanto, existem análises dos níveis de cortisol que, juntamente com todos os sinais e sintomas, são capazes de traçar um possível diagnóstico. Devido à dezenas de estudos científicos envolvendo esse tema, hoje em dia, muitos profissionais da saúde, extremamente capacitados, apostam no tratamento de fadiga adrenal de forma natural e com incrível sucesso. Mas o que fazer para melhorar o funcionamento das suas glândulas adrenais? Melhorar a qualidade da sua dieta Evitar todos os alimentos industrializados que aumentam a inflamação do seu organismo. Alimentos processados, cheios de sal e/ou açúcar não entram nesse tipo de dieta. Aumentar o consumo de alimentos coloridos, proteínas de boa qualidade e grãos (de preferência sem glúten). Ir para a cama cedo Dormir antes das 23h é obrigatório para qualquer pessoa que sofra de fadiga adrenal. Técnicas de relaxamento e respiração podem ser boas aliadas nesse processo, assim como alguns suplementos capazes de auxiliar na indução do sono. Pratica de Yoga constante para a saúde das adrenais A prática de yoga é conhecida por ter um impacto positivo no que se diz respeito à ansiedade e relaxamento. Um estudo da Universidade de Medicina de Boston, demonstrou que após a prática de yoga, há um aumento nos níveis de GABA (ácido gama aminobutírico ou gamma-aminobutyric acid, em inglês), capaz de melhorar o humor e diminuir a ansiedade. [1] Além disso, yoga também é considerada uma forma de exercício e prática ajuda na liberação dos neurotrasmissores como endorfinas, responsáveis pela sensação de bem-estar. Por yoga ser uma prática mais consciente e mais gentil com o nosso corpo, é mais indicada durante o tratamento de fadiga adrenal. Aposte em suplementos Os suplementos adaptogênicos, como ginseng, rhodiola, awshagandha, licorice e holy basil são excelentes para as adrenais, além das vitaminas do complexo B, bem como as vitaminas C e D; os minerais - como magnésio, zinco e selênio; os aminoácidos - como teanina e as gorduras boas - ricas em omega 3. Aposte nos chás Camomila, melissa, valeriana e mulungu são excelentes contra ansiedade. Hidrate-se Sabe aquela sensação de que mesmo depois de tomar litros de água estamos sempre com sede e com a boca seca? Desidratação é um sintoma de fadiga adrenal. Água mineral e água de coco são as melhores opções. Outra dica é tomar água morna com limão pela manhã e, ainda, você pode adicionar uma pitadinha de sal rosa na sua garrafinha de água. Exercite-se com moderação Exercícios aeróbicos longos e de alta intensidade não são recomendados para aqueles que sofrem de fadiga adrenal. Opte por exercícios leves, como caminhadas pela manhã e yoga, duas vezes por semana. Mude suas perspectivas Hoje em dia, tantas pessoas correm em busca do tão almejado \"sucesso\". Trabalham horas sem cessar, dividem-se na execução de mil tarefas e deixam a vida pessoal em segundo plano. Mas, e você... “Qual é a sua definição de sucesso?” A maravilhosa escritoria, poeta e ativista Maya Angelou diz que: \"Sucesso é gostar de você mesmo, gostar do que você faz, e gostar de como você faz tudo isso\". Espero que você também compartilhe dessa ideia. new RDStationForms(\'e-book-o-yoga-e-o-stress-ebbbd5c51665ef24833c-html\', \'UA-68279709-2\').createForm(); Nota da nutricionista: A administração de qualquer suplemento deve ser feita por recomendação de um médico ou nutricionista. Alguns dos suplementos citados acima não podem ser prescritos em conjunto com antidepressivos e/ou ansiolíticos. Os sintomas de fadiga adrenal são muito mais sutis quando comparados aos de Doença de Addison, para o tratamento dessa doença, especialistas devem ser cosultados para a reposição adequada de hormônios. Referências: Mary Ann Liebert, Inc. (2010). “Yoga’s ability to improve mood and lessen anxiety is linked to increased levels of a critical brain chemical, research finds”. http://www.sciencedaily.com/releases/2010/11/101111160539.htm