o nome sirshasana - Sirsasana

Criando uma base para seu Sirsasana

HOME > BLOG > Criando uma base para seu Sirsasana

Dicas de Yoga | 1 jul 2020 | Fernanda Magalhães


Sirsasana: montando sua invertida sobre a cabeça!

Sirsasana, considerado o Rei dos asanas, também é o queridinho dos aspirantes a Yogin. Não importa se você pertence ao grupo daqueles que tem medo da postura ou daqueles que desejam muito a invertida, o momento da prática onde o professor sugere o Sirsasana em uma turma com pouca experiência na postura é carregado de tensão.

A experiência de inverter te tira do padrão conhecido pelo seu corpo e mente e é preciso entregar o controle para vivenciá-la integralmente. Naturalmente a grande maioria expressa medo a princípio, portanto, este é o primeiro desafio a ser vencido.

“A melhor maneira de superar o medo é encarar com equanimidade a situação da qual temos receio.” B.K.S. Iyengar

Conheço uma tática muito boa que tem funcionado com meus alunos para a liberação do controle e, consequentemente, do medo: cambalhotas! Sim, aquelas que você não se lembra mais como faz, pois parou na infância. Os principais medos da inversão são a queda e a fragilidade da cervical. A maneira mais suave de cair em Sirsasana é a cambalhota, curvando a coluna e suavizando o impacto. Então, etapa 1 na conquista da sua invertida: estenda um colchonete e dê algumas cambalhotas!

Passada a questão do medo, trataremos da proteção da cervical, ativando a musculatura necessária para a sustentação da postura. Com o corpo completamente invertido, é necessário possuir um core estruturado antes de se aventurar neste asana. O peso do corpo deve ser mantido nos antebraços e não na cabeça, liberando a cervical de compressões desnecessárias e perigosas.

Este fortalecimento é feito com a prática constante de diversos asanas, com ênfase no apoio de braços e na ativação da musculatura da parte superior do tronco, mas podemos também trabalhar com movimentos ativos que auxiliam na compreensão dessa ativação.


Algumas contra indicações para a postura e consequentemente para alguns dos exercícios preparatórios são:

  • lesão na coluna
  • dor de cabeça
  • doenças do coração
  • pressão alta
  • menstruação
  • gravidez: somente se já havia prática da postura antes da gravidez e sugere-se realizar a postura com apoio de uma parede durante a gestação.

Se você nunca experimentou o Sirsasana, busque acompanhamento de um professor para iniciar sua jornada. Para você que vem conquistando a tão sonhada invertida aos poucos, divirta-se:

  1. Kumbhakasana (prancha)

Sobre o apoio das mãos e pés, alinhe seu corpo e não deixe o quadril descer provocando uma curvatura na lombar. Distribua bem o peso nas suas mãos ativando também os dedos como se segurasse o chão. Então afaste as escápulas e empurre mais o chão ativando toda musculatura do core como se fosse levar seu umbigo ao teto. Se sentir que a sustentação está sacrificando sua respiração ou se ainda não possuir a força necessária, apoie os joelho no chão realizando uma variação mais suave. Repita o movimento algumas vezes e sustente por 10 respirações. Outra variação, mais avançada, é realizar o mesmo exercício com os cotovelos no chão como a terceira foto abaixo:

  • Navasana

Uma das minhas posturas preferidas é uma das mais polêmicas, há quem ame e quem odeie, sem meio termo… Mas há navasana para todos os níveis de fortalecimento de core. Abaixo começamos do mais simples ao mais avançado, da esquerda para a direita. O ponto principal em Navasana é manter os ombros abertos e o tronco longo e sem curvatura. As coxas querem encontrar o baixo ventre, braços paralelos ao chão na altura dos joelhos, mãos com as palmas voltadas uma para a outra. Faça 3 sequências de permanência com 5 respirações cada.

  1. Golfinho

Partindo de Adho Mukha Svanasana (famoso cachorro olhando para baixo) leve os cotovelos no chão na largura de seus ombros e entrelace as mãos. Mantenha a coluna longa, o baixo ventre sugado, as pernas ativas e o peso nos antebraços, eleve os calcanhares e tente levar seu queixo o mais próximo possível das mãos e retorne a postura inicial. De 3 a 6 repetições só para começar!

Sirsasana

Preparando a subida:

Faço parte daqueles que defendem a subida em Sirsasana somente quando o posicionamento do quadril está estável no ar, sem saltos, e não indicam o auxílio da parede no início. O importante neste método é encontrar a estabilidade da postura pelo correto posicionamento do quadril, para então subir as pernas juntas trabalhando o equilíbrio. Conforme as fotos abaixo, inicie o movimento partindo do golfinho. Coloque o topo da cabeça no chão encostando a cabeça suavemente nas mãos. Leve os pés cada vez mais próximos aos cotovelos. Se você ainda não está com a musculatura posterior da coxa bem alongada, dobre os joelhos quando sentir necessário, mas desta forma, dependendo de suas proporções corporais, pode ficar mais difícil. Você precisa caminhar até que o peso do seu corpo seja transferido dos pés para os antebraços, mas é necessário que neste momento toda musculatura do core esteja ativa e o apoio dos antebraços no chão bem firmes. Naturalmente, com menos peso nos pés, pode-se então dobrar uma perna e iniciar a busca do equilíbrio do seu quadril no ar. Quando sentir segurança, tire também o outro pé do chão e sustente por 5 respirações.

Sirsasana

 

Agora sim você está pronto para subir em Sirsasana com os pés juntos! Lembre-se sempre de compensar a invertida com algumas respirações em Balasana.

ASSISTA O VÍDEO DE COMO FAZER A INVERTIDA SOBRE A CABEÇA

Antes de iniciar a preparação para sua invertida sobre a cabeça, compreenda que o Yoga e, qualquer uma de suas ferramentas, exigem um comprometimento duradouro e constante para funcionar. A prática é sempre um trabalho em construção, sem data de entrega. Portanto, tenha paciência e persistência que cada postura chega para você no seu devido tempo.

Boa prática!

Quer saber mais sobre a Invertida sobre a Cabeça?

Clique na imagem abaixo e veja como montar a postura de invertida sobre a cabeça

Invertida sobre a Cabeça – Como Fazer Sirshasana


Compartilhar: Compartilhar no http://WhatsAppCompartilhar no http://FacebookCompartilhar no http://Twitter

YogIN App

Fernanda Magalhães

Fê é carioca, pisciana, arquiteta, ambientalista e entusiasta do estilo de vida saudável. Despertou sua atenção ao corpo físico em 2001, através de consciência alimentar e atividade física regular. Apaixonada por estudar sobre o assunto, chegou a repensar sua escolha pelo curso de arquitetura. Durante esta busca, o Yoga se tornou uma ambição, alcançada somente em 2012, quando a prática se tornou rotina.  É praticante de Ashtanga Vinyasa Yoga e professora de Hatha e Ashtanga. Sempre idealista e sonhadora,  quer levar o bem viver a todos que cruzam sua jornada. Em 2016 finalmente formou-se em Yoga pelo YogginApp.

4 comentários

    YogIN App Fernanda Magalhães |

    Oi Fê, o alongamento você vai conquistando. 😉 continua treinando as flexões para frente. Bjo!

    YogIN App Fernanda |

    Excelente. Ainda nao tenho alongamento necessario de posterior de coxa e salto pra frente com pernas dobradas e consigo me equilibrar. Dobrar os joelhos nao me facilita a postura tambem. Manter o equilibrio me eh mais facil que a flexibilidade, embora treine uttanasana, janusirsasana e outras tantas posturAs para posTerior de coxa. Mas e uma postura que considero muito boa pra mim, que tenho problemas de circulacao.

    YogIN App Fernanda Magalhães |

    Obrigada Camila! 💜🙏

    YogIN App Camila De Souza |

    adorei =) muito ÚTIL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

O Segredo do Yoga que até Patanjali esondeu
O Maior Segredo do Yoga | 20 jun 2021 | Equipe YogIN App
O Segredo do Yoga que até Patanjali esondeu

O Segredo do Yoga que até Patanjali esondeu https://youtu.be/kMJwiYHaX4M Patanjali foi o primeiro mestre a escrever um livro exclusivamente de Yoga e ele escondeu um segredo que vou revelar no Dia Internacional do Yoga, dia 21 de junho, às 21h.  Quer saber qual o maior segredo da História do Yoga? Inscreva-se para saber mais no botão abaixo.    

O Maior Segredo do Yoga
Dicas de Yoga | 20 jun 2021 | Equipe YogIN App
O Maior Segredo do Yoga no Dia Internacional do Yoga

O Maior Segredo do Yoga O Maior Segredo do Yoga no Dia Internacional do Yoga, dia 21 de junho! https://youtu.be/wSn6gAegqHk Há um segredo no Yoga desconhecido por quase todos os professores de Yoga.  Em comemoração ao Dia Internacional do Yoga, dia 21 de junho, às 21h, vamos revelar esse segredo numa live surpreendente.  Quer saber qual o maior segredo da História do Yoga? Inscreva-se para saber o segredo através do botão abaixo!  

Dia Do Yoga
Filosofia do Yoga | 19 jun 2021 | Equipe YogIN App
Dia Internacional do Yoga – 21 de junho Dia do Yoga

Dia do Yoga - Por que esta é a data mais importante para os Yogins? Dia do Yoga, entenda a importância desta data!   https://youtu.be/RnRXlzIIIP0   A oficialização na ONU Você sabia que a oficialização do Dia Internacional do Yoga na ONU foi a votação mais bem sucedida em toda a história das Nações Unidas?  O Dia do Yoga foi aprovado por todas nações em apenas 90 dias. 175 Nações concordaram em difundir os benefícios desta prática milenar.   Por que 21 de junho? O Dia 21 de junho marca o Solstício de Verão, o dia em que o Sol fica mais próximo da Terra no Hemisfério Norte. Esse é o Dia mais longo do Ano. O Hinduísmo considera o Solstício o momento em que as divindades adormecem em seu sono celestial, mas segundo a tradição, elas voltam a despertar 6 meses depois no equinócio, que é o oposto do Solstício, é nesta data, a terra fica mais longe do sol, por isso, o dia com menos luminosidade do ano.   Uma Homenagem aos Professores Além disso, a primeira lua cheia após o solstício é chamada de Guru Poornima. Uma data que também é importante no calendário dos Yogins. O Guru Poornima é uma festividade em homenagem aos professores, gurus, aqueles que colocam luz no caminho. Para saber mais sobre a data Guru que inspirou o Dia do Yoga - Clique AQUI https://yoginapp.com/mestres-de-yoga-album-de-fotos/   O Primeiro Guru e o Primeiro Yogin De acordo com a tradição yogin, a primeira transmissão do conhecimento do Yogin foi feita neste dia por Shiva, o primeiro Guru e também primeiro Yogin. Fique atento ao Instagram do YogIN App Studio   O Maior Segredo da História do Yoga Há um segredo no Yoga desconhecido por quase todos os professores de Yoga.  Em comemoração ao Dia Internacional do Yoga, dia 21 de junho, às 21h, vamos revelar esse segredo numa live surpreendente.  Quer saber qual o maior segredo da História do Yoga? Inscreva-se para saber o segredo através do botão abaixo     Esperamos você por lá! Namastê!

Bakasana
Dicas de Yoga | 18 jun 2021 | Daniel De Nardi
Bakasana – Garça ou Corvo?

Bakasana postura da garça ou do corvo? O Bakasana é uma postura tradicional do Yoga. Conhecida também pelo nome de kakasana, mas isso, provavelmente foi um erro de transmissão de conhecimento, visto que o nome bakasana aparece apenas numa escritura do sul da Índia chamada Hatha Radha Navali, no entanto, escolas do norte da Índia, como a Shivananda, visitaram o sul para aprender posturas e entre elas estava o bakasana que depois começou a ser ensinado com o nome de kakasana em algumas escolas do Norte. Baka significa garça e Kaka corvo. Comparando a postura com os dois animais fica evidente que a postura assemelha-se muito mais a uma baka, garça, que a um corvo kaka.     Baka é uma expressão usada tanto para pureza quanto para a falsidade, hipocrisia. Como algo pode ser puro e ao mesmo tempo falso? Religiosos indianos (vaishnas) chamam de baka o falso devoto, aquele que se diz devoto, mas não é. Eventualmente, os vaishnas chamam os yogins de bakas ou falsos devotos. Isso acontece, porque os yogins, reconhecem que a divindade está dentro de si, o que para os religiosos não passa de uma egolotria. Já os yogins usam a expressão baka para tratar da pureza. Na visão do Yoga, o que é divino e verdadeiro não precisa ser buscado fora, já está no nosso interior. Textos yogins como as Upanishads, consideram que Brahman, o divino, está dentro do coração de cada pessoa. Para reforçar esse conceito, Yogins usam a expressão, Shivoham que significa Eu Sou Shiva, Eu Sou Deus. A postura do bakasana pode ser executada com uma Meditação sobre as aparências, onde o que é falso a partir de um ponto de vista pode ser verdadeiro quando visto sob outra ótica. Se você acredita na divisão entre humanos e divindades, baka pode significar hipocrisia, já se reconhece o divino dentro de si, baka é a pureza, a verdade.   Aprenda mais sobre as posturas do Yoga, os asanas baixando o ebook! new RDStationForms(\'ebook-asana-posturas-do-yoga-20927af5b3e8c03b81b9\', \'UA-68279709-2\').createForm();