Problemas Reais – Podcast #36

HOME > BLOG > Problemas Reais – Podcast #36

YogIN | 16 out 2018 | Daniel De Nardi


Problemas Reais – Podcast #36

 

Nesse episódio falaremos das diferenças entre os problemas reais e os que existem apenas na nossa cabeça.

 

Links

 

Schubert

 

 

TRANSCRIÇÃO

 

Problemas reais – Podcast #36

Olá, o meu nome é Daniel De Nardi e está começando o 36º episódio de “Reflexões de um YogIN Contemporâneo”, um podcast semanal a respeito de yoga e da busca pela nossa verdadeira natureza. Agora você está ouvindo “Sinfonia Inacabada” ou “Sinfonia Incompleta” de Schubert.

Conforme eu falei no episódio passado, sobre arte, em que a arte vai sendo construída em cima de uma tradição e ela depende de esforço, depende do desenvolvimento de técnica pra daí sim expressar a verdadeira natureza daquele artista. Haydn e Mozart estudaram os seus antepassados, estudaram, por exemplo, Bach. E depois, os seguinte a Mozart e Haydn, estudaram eles também, caso de Schubert.

Schubert viveu boa parte da sua vida na mesma cidade que Mozart viveu, Viena, que naquele momento histórico (final do século XVIII), Mozart morre em 1791 e Schubert nasce em 1797. Então, Schubert também estudou muito Mozart, ele apreciava bastante Mozart e ele foi um momento de transição da música de Mozart para a música de Beethoven. Schubert também conheceu Beethoven, ambos reconheceram a genialidade que o outro tinha e se admiravam. O ponto é que quando há momentos de dificuldade, quando a gente passa por momentos de perigo real, como a gente passava anteriormente vivendo na selva e quando a gente estava em situação de perigo, a gente não reflete realmente a nossa verdadeira essência, a gente vai lutando desesperadamente e pra sobreviver àquele momento. E tem que ser assim porque se não for, quando existir um perigo real se não lutar para sobreviver e ficar só tentando observar e tentando meditar sobre o que está acontecendo, não haverá sobrevivência. O perigo real exige uma necessidade de ação real.

O ponto é que a maior parte dos perigos que a gente coloca na nossa cabeça pra funcionar, não são perigos reais, são perigos que a gente cria na nossa cabeça. Você fica com aquela pré-ocupação, é uma preocupação anterior a algo que vai acontecer, e fica remoendo aquilo dentro do seu cérebro, sempre achando que o perigo e iminente e vai te afetar a vida. Mas se parar realmente para pensar, os perigos reais que vão afetar a sua vida são muito raros, como sempre foram. E hoje em dia, ainda mais, se comparado aos nossos antepassados que viveram há dez, quinze, trinta mil anos atrás, eles viviam no meio da floresta. Eles tinham perigos reais mais constante que nós temos, hoje boa parte dos perigos e das ameaças que nos incomodam e nos deixam remoendo pensamentos, fazem parte de uma criação de um perigo ideológico, que não se reflete na prática.

Então, essa mensagem de hoje é nesse sentido, do quanto a gente dá atenção grande, projeta enormemente um perigo que muitas vezes não é tão grande quanto ele é realmente. Só que a nossa mente tem essa capacidade porque ela entra num processo de proteção, de busca pela sobrevivência dos instintos e ela passa a atuar especificamente nesse drive, nesse sentido de sobrevivência, só que nem sempre eles são perigos de sobrevivência. Muitas vezes, são pequenas coisas que merecem uma ação, mas que não mereciam uma grande preocupação.

E a dica aqui é uma observação, sempre que a sua mente entrar nessa linha de desespero ou de pensar muito em escassez, faça uma reflexão se o perigo é real ou se é apenas uma criação da mente. Mantendo uma ação sobre aquilo que precisa ser feito, não necessariamente com preocupação, você vai fazendo os ajustes que são importantes, mas não deixe que a projeção do perigo tome conta das suas atitudes.

Fico por aqui lembrando que nos dias 28 e 29 de outubro teremos aqui em São Paulo o Yoga Lifestyle BR, o maior evento de yoga do Brasil. Um evento que está sendo liderado pela Mayara e que vai contar com a presença de grandes personalidades do yoga (vou deixar o link aqui para quem quiser consultar a programação). Terá a presença do Pedro Franco, da Monja Cohen, a Liana, que vem da Austrália e diversos professores qualificados, então vai ser um grande evento. Para a inscrição, é o mesmo link, quem quiser pode usar um cupom de desconto com o meu nome, então quando você entrar no link é só digitar “Daniel” e, assim você terá um desconto de 10% no evento.

A música, “Sinfonia Inacabada”, é porque Schubert passou durante a sua vida diversos momentos de muita dificuldades, dificuldade real como a financeira. Em boa parte da sua vida ele foi bancado pelos seus amigos, que acreditavam no talento dele, mas ele em vida não foi reconhecido, só houve reconhecimento após a sua morte. Ele sempre compôs, passou a vida inteira realmente exercendo a arte dele e teve problemas reais. Pode-se pensar que não acabar uma sinfonia é um problema real, mas no fundo acabou não sendo porque a Sinfonia Inacabada é a maior obra dele conhecida no mundo.

Uma boa semana, nos vemos na semana que vem.

Ohm Namah Shivaya!


Compartilhar: Compartilhar no http://WhatsAppCompartilhar no http://FacebookCompartilhar no http://Twitter

Daniel De Nardi>

Daniel De Nardi

Daniel é Professor de Yoga há mais de 20 anos. Pesquisador do Yoga e das raízes dessa Filosofia Milenar. É autor de diversos livros: "Aprenda a Meditar com o Yoga", "As Origens da Meditação e do Yoga", "Asana - Posturas do Yoga", "Como a Meditação funciona?", "O Yoga do Autoconhecimento", "Pra que Meditar?", dentre outros. Também é responsável por produzir a série de podcasts "Reflexões de um YogIN Contemporâneo" do YogIN Cast, o canal de podcasts de Yoga mais acessado do Brasil. Instagram: @reflexoesdeumyogin

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

yoga para crianças
Dicas de Yoga | 18 set 2020 | Daniel De Nardi
O QI pode aumentar com a prática do Yoga?

Você conhece o Quora? O Quora é uma rede social de perguntas fundada por dois ex-funcionários do Facebook na qual você pode fazer qualquer tipo de questionamento e ser respondido por grandes pensadores como o fundador da Wikipedia, um professor de Harvard ou outro especialista do Silicon Valley. Recentemente, o próprio Obama respondeu perguntas sobre o programa nuclear do Irã. As respostas mais votadas vão subindo no ranking e se tornam \"the answer\" para aquela questão.   Um usuário perguntou - Como eu aumento meu QI? Houve mais de 100 respostas e a mais votada, com 2.500 votos, foi do empreendedor Corobi Soyn que elencava 30 itens. Obviamente apareceu: aumento de leitura, sugestão de sempre tomar notas, hidratar-se, ver menos TV, etc. O que mais chamou a atenção foi a quantidade de técnicas do Yoga que também foram citadas.   Medite ‰- Quando você medita, acalma o cérebro. Essa paz e tranquilidade são cruciais para a construção do intelecto. Exercite-se ‰- Exercícios mantém seu corpo aperfeiçoado e energizado; isto é um ótimo caminho para aumentar sua produtividade e inteligência. Simplifique mentalmente – Inteligência é a habilidade de adquirir e aplicar conhecimentos e habilidades. Tente organizar seus pensamentos e processar as informações uma de cada vez. Você verá que ficará não apenas mais produtivo, mas com uma melhor capacidade mental. Respire ‰- Oxigênio é crucial para o cérebro e ele não consegue sobreviver muito tempo sem ele. Você deve praticar técnicas de respiração e dar ao cérebro o quanto oxigênio ele precisar.      \"Você não precisa saber as respostas. Ninguém é esperto o suficiente para fazer todas as perguntas.\" Autor desconhecido Faça pausas ‰- Seu cérebro é como um músculo e trabalhá-lo demais pode causar problemas. Faça pausas periódicas para manter seu cérebro fresco e produtivo. E nunca se esqueça de dormir. Foco ‰- Inteligência é largamente baseada em quanto foco você consegue ter num determinado período de tempo. Pratique foco nas tarefas cotidianas e lute contra as dispersões. Não desista ‰- Qualquer um pode tornar-se mais esperto e melhorar sua inteligência então, nunca desista e continue tentando. Para concluir com minhas palavras - o Yoga pode ajudá-lo muito nesse processo. Mais uma vez,  é praticar para crer.  

Gunas: tamas rajas e satva
Filosofia do Yoga | 17 set 2020 | Equipe YogIN App
Os Três Gunas – Rajas, Tamas e Sattva

Gunas Gunas são as qualidades da matéria e segundo a visão indiana são divididas em 3 tipos: Tamas, Rajas e Sattva ou Inércia, Agitação e Harmonia. ”Sattva adere à felicidade, Rajas à ação, enquanto Tamas, verdadeiramente encobrindo o conhecimento, adere à negligência.” BHAGAVAD-GITA (14:9). Os três Gunas - Sattva, Rajas e Tamas - são considerados como as qualidades fundamentais da natureza, ou Prakriti. Na  interpretação hindu da criação e da dissolução do universo, diz-se que de tempos em tempos o universo se dissolve e depois é recriado. Quando ele está em sua fase não-definida, não manifestada, ele permanece em um estado latente no decorrer de um certo período. Durante este tempo, os Gunas encontram-se em um estado de absoluto equilíbrio, e Prakriti ou a natureza material, não se manifesta. Enquanto os Gunas permanecem não definidos, Prakriti continua indefinido e o universo existe apenas em um estado potencial. Tudo que existe é consciência, o Ser Puro ilimitado (Purusha) e não-manifestado, Brahma, o Absoluto Imutável, que não tem começo nem fim. Logo que o equilíbrio é perturbado, tem início a recriação do universo. A partir da consciência imutável, o universo, em constante transformação, é mais uma vez criado. Os Gunas participam de uma enorme variedade de combinações e permutações, em que um ou outro predomina sobre os restantes. Isso dá origem à interminável variedade de fenômenos físicos e mentais que formam o mundo que vivenciamos. Os Gunas, ou atributos da substância universal, são muito bem explicados no Bhagavad Gita: \"...  Sattva, iluminação, Rajas, atividade, e Tamas, passividade - são os três poderes que nascem da Natureza e prendem o espírito infinito a este mundo finito. Desses três, Sattva, por ser puro e luminoso, possui o som de dar alegria e beatitude à alma livre de pecado e fascinada pela verdade. Rajas, porém, a paixão que cria cobiça, empolga a alma pelo apego às obras. Tamas nasce da ignorância e é causa da auto-ilusão em todas as coisas - um nada que domina o mundo inteiro e liga a alma pela inércia da passividade.\" Podemos ter uma característica da nossa personalidade predominante de sermos mais rajasicos, mais ativos, ou tamasicos, mais parados, mas é importante que haja equilíbrio entre essas forças da Natureza em nossas vidas, se uma delas estiver predominante nascem os desequilíbrios. Temos inclusive alimentos que ajudam a regular essas forças, muito conectados com os doshas na Ayurveda. O importante é o auto estudo, swádhyaya é dele que nascerá a percepção de que força está predominante e se você deve parar e meditar ou fazer um pranayama que pacifique trazendo sattva (equilíbrio) ou; se você está tamasico e precisa de asanas revigorantes como invertidas e pranayamas acelerados como bhastrika para atingir esse equilíbrio. Deixe sua consciência ser seu Mestre, apenas proporcione a pausa para ouvi-la. Em síntese as características de cada guna (qualidade, atributo): • Sattva  - qualidade de inteligência, virtude, harmonia e equilíbrio;  - possui a qualidade da leveza e da luminosidade;  - fornece felicidade, contentamento e paz;  - promove introspecção, auto-conhecimento e espiritualidade;  - Sattva puro leva à transcendência  - tem movimento centrípeto (para dentro) e ascendente (para cima).   • Rajas  -  possui a qualidade da agitação, atividade e desequilíbrio;  - é motivado pela ação que busca um fim que leva ao poder;  - é um movimento para fora;  - a ação é egoísta ou \"umbigocêntrica\";  - a busca é pelo prazer nas paixões, nos sentidos;  - pode gerar emoções desequilibradas e levar a conflitos.   • Tamas  - tem qualidade de inércia, embotamento, escuridão e ignorância;  - funciona como a gravidade, com movimento descendente;  - promove ilusão, sono e perda da consciência;  - é pesada, obscura e estagnada;  - promove fadiga, falta de energia e depressão. A prática do Yoga estimula atitudes mais satvicas, voltadas para o equilíbrio entre a inércia (sattva) e a agitação (rajas). Quando terminamos uma aula de Yoga e sentimos aquela sensação de paz e equilíbrio é a qualidade de sattva expandida no nosso corpo. Experimente observar melhor essa sensação na sua próxima aula de Yoga. Namaste! Quer saber mais sobre Energia e seus canais no nosos Corpo (nadis) ? Clique na IMAGEM ABAIXO   https://yoginapp.com/nadis-e-polaridades-o-prana-a-energia-vital/   Conheça o Canal do YouTube do YogIN App

os ciclos dentro de nós lunares
Meditação | 16 set 2020 | Liana Linhares
Meditação na Lua Cheia

Meditação na Lua Cheia - com Liana Linhares Gravamos a aula para quem perdeu a meditação ou quer repeti-la. https://youtu.be/sUz2rotHNsI  

Chakrasana - efeitos e variacoes
Dicas de Yoga | 15 set 2020 | Daniel De Nardi
Chakrasana – Efeitos e Variações

Chakrasana - Efeitos e Variações Chakrasana - efeitos e variações, continuamos fazendo um estudo vivencial do Chakrasa, postura que também pode ser conhecida como urdhva dhanurasana. Durante as últimas 3 semanas os professores do YogIN App deram dicas, transmitiram conhecimentos e ensinaram detalhadamente como executar esta postura. Esta será a última semana com foco no chakrasana, então se você é nosso aluno, procure aparecer nas aulas ao vivo essa semana que poderá aprender mais sobre essa postura incrível. Na imagem abaixo, você pode entender o que esta postura pode desenvolver e como executá-la de diferentes formas.   Dicas para fazer o Chakrasana 1. Mantenha o Peito sempre bem aberto com os braços fazendo força para empurar o chão; 2. Tire os calchares do chão se quiser reduzir a intensidade de exigência da coluna; 3. Retire uma das pernas do chão para desenvolver mais equilíbrio e controle.   Efeitos do Chakrasana 1. Desenvolve o Chakra do Coração; 2. Flexibiliza a coluna; 3. Estimula a glândula tireóide Quais asanas estimulam os Chakras? Para saber mais sobre como os asanas podem estimular os chakras CLIQUE NA IMAGEM ABAIXO. https://yoginapp.com/como-estimular-o-chakra-do-coracao/   Uma Playlist de Como Fazer as Principais Posturas do Yoga Para aprender a fazer as principais do Yoga CLIQUE AQUI https://www.youtube.com/playlist?list=PL3Y5CFIJsp-w_30ui-qxlJzG_-RRXI3c7