Paschimottanasana

Paschimottanasana

HOME > BLOG > Paschimottanasana

Dicas de Yoga | 15 jun 2021 | Fernanda Magalhães


Paschimottanasana

Talvez você esteja se perguntando o porquê de um texto sobre uma postura tão simples. É que eu gosto das posturas simples. É muito fácil para o nosso ego se sentir estimulado a entrar em um asana difícil, ou tentar. Lutar pelo desfiador é estimulante, é o que nos move. E não me leve a mal, não é errado. Somos humanos, sem o desejo, não nos movemos, ficamos estagnados. Mas o que acontece quando praticamos focados no ego, é que as posturas ganham valores diferentes, quando, na verdade, o exercício mais importante da prática é a presença. E presença é SER, em todas as posturas com o mesmo empenho.

Se você já praticou Yoga alguma vez na vida, é bem provável que você já tenha executado um paschimottanasana. Uma das mais tradicionais posturas do Hatha Yoga, descrita no Hatha Yoga Pradipika, o texto sagrado escrito há mais de 500 anos atrás, é também uma postura muito popular.  Por ser classificada como de fácil execução, aparece com frequência nas sequências de asanas sentados.

Mas não se engane pela aparente simplicidade do movimento, há muito trabalho envolvido neste alongamento posterior intenso…

Paschima – Oeste, considerando a parte traseira do corpo quando se é praticado conforme a tradição, voltado ao nascer do sol (leste).

Uttana – Alongamento Intenso.

Asana – Postura

Sânscrito: पश्चिमोत्तानासन;

 

PASCHIMOTTANASANA

 

Segundo Lino Miele, no Astanga Yoga, o controle de mulabandha e uddiyanabandha durante a execução, permite que o ar estimule Sushumna Nadi. A inalação e exalação ativam o fogo digestivo (agni) ajudando a purificar os órgãos.

 

Paschimottanasana A, B, C e D por John Scott – Astanga Yoga, Lino Miele

Sushumna Nadi é o canal mais importante do nosso corpo energético por onde passa a energia mais preciosa para a prática de Yoga, a Kundalini. Sushumna segue pelo eixo da coluna vertebral até a extremidade da cabeça.

“É considerável seu efeito (de paschimottanasana) sobre baço e rins, Vitalizando os centros nervosos lombares e sacros, beneficia todos os órgãos por eles inervados (sexuais, bexiga, próstata e reto). É de excepcional eficácia contra os distúrbios do estômago, onde estimula a produção de suco gástrico. Normaliza fígado, rins e intestinos, varrendo deles o catarro, curando também a prisão de ventre. Para melhor efeito contra hemorroidas, pode-se associar a este abençoado asana o que os yoguins chamam de aswini-mudra – contrair e descontrair o esfíncter. É especificamente indicado para vencer a dilatação do baço e fígado. Controla e estabiliza o diabete e polução noturna. Vence insuficiência hepática e restaura o apetite. Tem sido constatada, por médicos de institutos da India, a cura do lumbago cronico e das dores ciáticas. Incomparável para rejuvenescimento e emagrecimento. É indicado para restaurar a força das senhoras depois de seus trabalhos diários. Tanto são os benefícios que os yoguins o chamam de – a fonte da energia vital” – Hermógenes, Autoperfeição com Hatha Yoga

Paschimottanasana ainda é conhecido por energizar o manipura chakra, aumentando a autoconfiança e a energia.


Alonga toda a parte posterior do corpo dos tornozelos até a cabeça.

E além de tudo isso, é uma delícia! É uma postura revigorante e introspectiva. É espetacular o quanto você consegue se sentir relaxado apesar de todas as ações que ocorrem durante a execução.

 

Como executar:

 

  • Como toda prática física de yoga, é ideal estar com estômagos e intestinos vazios antes de entrar no asana. Programe-se para ao menos algumas horas de jejum.
  • Inicie sentado em Dandasana, pernas esticadas à frente, dedos dos pés flexionados em direção ao seu abdômen.
  • Ao inspirar, sinta o espaço criado entre as suas costelas e a sacro-ilíaca. Rotacione a bacia para trás, de maneira que o cóccix fique voltado para trás.
  • Ao exalar, incline-se para frente a partir das articulações dos quadris, não da cintura, com objetivo de levar seu queixo até canela e deitar seu abdômen em suas coxas. O ventre inferior deve tocar primeiro as coxas, depois o ventre superior, depois as costelas e a cabeça por último.
  • Leve os dedos indicadores e médios abraçando os dedões dos pés para paschimottanasana A, ou segure os pés para as demais versões. Segure firme para ajudar a intensificar a postura, mas não tensione seus ombros. Mantenha pescoço alongado e relaxado.
  • A cada inspiração em paschimottanasana, alongue a sua coluna permitindo-se ir mais a frente. Exalando, tente deitar o rosto entre as canelas. Desta forma, o corpo alonga e flui na postura quase imperceptivelmente junto com a respiração. Talvez você consiga até mesmo esticar os braços além dos pés no chão e segurar seus punhos.
  • Mantenha por no minimo 5 respirações.
  • Para sair da postura, ao inspirar alongue a coluna mantendo o gancho feito com as mãos e esticando os braços. Exale ainda nesta parcial da postura e na próxima inspiração, retorne o corpo a dandasana.

 

Não deixe suas coxas rotacionarem para fora ou a sola de seus pés se fecharem uma em direção a outra. Mantenha as pernas ativas como se estivesse em pé no chão

Não arredonde as costas, afastando o tronco das pernas. Isso criará tensão e inibirá sua respiração, o que pode prejudicar suas costas. Se você é iniciante e/ou necessita de adaptações, dobre os joelhos para manter a coluna alongada. Para maior conforto, coloque um cobertor enrolado ou um bolster abaixo dos joelhos. Outra variação é usar uma faixa passando pela sola dos pés para manter os joelhos esticados.

Não se preocupe em tocar os pés. Ou em esticar os joelhos. Escute onde o asana quer te levar mas nunca sacrifique seu corpo para “fechar” uma postura. Com a prática, e o tempo necessário, seu corpo se tornará muito mais flexível.

Evite paschimottanasana se tiver asma, diarreia ou estiver grávida. Em caso de lesões nas costas, procure orientação especializada.

Eu gosto de paschimottanasana, eu gosto dos asanas fáceis. Daqueles que você sente seu corpo inteirinho entrando na postura. Que você pode relaxar e sentir a expansão a cada inspiração. Que você pode sentir com facilidade. E que se deixa levar à entrega e intensidade de cada exalação. Quando sua consciência percorre cada cantinho seu, e vem um conforto de estar na sua pele.

Pratique sua presença onde quer que esteje. Não importa se é em um asana fácil ou na fila do pão.

 

Om Namah Shivaya

 


Compartilhar: Compartilhar no http://WhatsAppCompartilhar no http://FacebookCompartilhar no http://Twitter

YogIN App

Fernanda Magalhães

Fê é carioca, pisciana, arquiteta, ambientalista e entusiasta do estilo de vida saudável. Despertou sua atenção ao corpo físico em 2001, através de consciência alimentar e atividade física regular. Apaixonada por estudar sobre o assunto, chegou a repensar sua escolha pelo curso de arquitetura. Durante esta busca, o Yoga se tornou uma ambição, alcançada somente em 2012, quando a prática se tornou rotina.  É praticante de Ashtanga Vinyasa Yoga e professora de Hatha e Ashtanga. Sempre idealista e sonhadora,  quer levar o bem viver a todos que cruzam sua jornada. Em 2016 finalmente formou-se em Yoga pelo YogginApp.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos relacionados

Pranayama - Respiratórios do Yoga
Respirar é Viver | 26 jul 2021 | Equipe YogIN App
Pranayama – Respiratórios do Yoga – Live

Pranayama - Respiratórios do Yoga - Na Live Pranayama - Respiratórios do Yoga abordamos os principais pranayamas do Yoga e como se pode adequar a prática de pranayama tradicional ao estilo de vida contemporâneo. https://youtu.be/6OvR4t5biZI   Você pode baixar gratuitamente o Hatha Yoga Pradipika, texto usado na live que abroda pranayamas. Quer ver o conteúdo completo da série - Professor de Yoga - Bases do Ensino? Clique na imagem abaixo e acesse a página dedicada a quem dá aulas ou está pensando em ensinar Yoga.   https://yoginappacademy.com/blog/pagina-da-serie-completa-professor-de-yoga-bases-do-ensino/  

hatha yoga pradipika
Respirar é Viver | 25 jul 2021 | Equipe YogIN App
Hatha Yoga Pradipika – Baixe o Livro

Hatha Yoga Pradipika - O Hatha Yoga Pradipika é um dos textos mais importantes do Hatha Yoga. Na Live sobre Pranayama, comentamos o 2º capítulo dessa obra que se dedica exclusivamente aos exercícios respiratórios, os pranayamas. https://youtu.be/6OvR4t5biZI Para baixar o clique no botão abaixo.    

Chaturanga Pranayama - Respiração Quadrada
Respirar é Viver | 23 jul 2021 | Daniel De Nardi
Chaturanga Pranayama – Respiração Quadrada

Chaturanga Pranayama - Respiração Quadrada A mente é inquieta por natureza e por isso, reflete uma respiração arritmica. A proposta do Chaturanga Pranayama, a Respiração Quadrada é criar um ritmo na mente, uma cadência que exige a atenção focada para que se consiga executar o exercício com precisão. https://youtu.be/31ZV21BGaEI Neste vídeo, explicamos como executar essa respiração. Essa técnica serve como um exercício meditativo, pois exige a atenção plena na execução. Experimente por alguns minutos e observe como a sua mente se comporta. Namaste!

Nadi Shodhana - Respiração Alternada
Respirar é Viver | 21 jul 2021 | Daniel De Nardi
Nadi Shodhana – Respiração Alternada

Nadi Shodhana - Respiração Alternada A respiração alternada é bastante importante dentro da prática. O respiratório alternado, nadi shodhana e suas propriedades. permite um maior controle na saída e entrada do ar, por isso é um pranayama que acalma. Respirando apenas por uma narina consegue-se controlar melhor a saída do ar e sempre que você consegue soltar o ar mais lentamente, consegue acalmar sua mente. O respiratório consiste em obstruir a narina direita inspirando pela esquerda. Quando os pulmões estão cheios, troque a narina em atividade e expire pela direita. Guarde a regra - troque a narina em atividade sempre que os pulmões estiverem cheios, jamais quando estiverem vazios. Expirando apenas por uma narina, controle mais a saída do ar. Expire sempre devagar sentindo o toque do ar nas narinas e nunca deixando que esse toque fique forte demais. O ar deve sair sempre devagar para aquietar a mente, tornando-a serena.   https://youtu.be/T6Nae-78FC8     Para se inscrever nas lives e receber materiais exclusivos sobre Respiração clique no botão Abaixo.