Brand

Por que nos sentimos emocionalmente sensíveis na nossa prática de Yoga?

Por que nos sentimos emocionalmente sensíveis na nossa prática de Yoga?

Guarde sua caixinha de lenço quem nunca teve vontade de chorar durante uma aula de Yoga, para todos as outras pessoas, tenha certeza de que seu lencinho está ali próximo quando as lágrimas escorrerem.
“Mas porque raios estou chorando numa aula de Yoga que deveria estar me relaxando?” Ou simplesmente “Porque estou chorando?”
Geralmente o chororô acontece durante Savasana (Postura do Cadáver) bem no final da aula. Muitas vezes você simplesmente não sabe a razão e pra ajudar, você não consegue parar.
O que geralmente nos assusta é o fato de chorar e se mostrar vulnerável e de uma certa forma fragilizado numa sala escura lotado de pessoas estranhas.
O grande propósito dessa incrível filosofia é unir corpo, mente e espírito. E quando isso acontece é quando nossa verdadeira essência aparece.
Através da conexão desse 3 elementos, podemos através de uma prática física (Ásanas) enfrentar sensações como tristeza, medo, raiva, rancor.
A nossa postura diz muito sobre nossas sensações. Veja alguns exemplos abaixo:
  • Raiva – movimentos bruscos, rosto corado, maxilar travado, ombros e pescoço tensos
  • Aborrecido – pressão nos lábios, “girar” os olhos
  • Entediado – “dancinha” dos dedos, cabeça apoiada nas mãos
  • Triste – ombros curvados, movimentos lentos, braços cruzados
Esses são apenas alguns exemplos. Comece a observar as pessoas e como elas se expressam de acordos com suas emoções. Agora imagine uma pessoa qualquer ou até mesmo você guardando essas emoções durante horas, dias, semanas, meses ou até anos! É muita coisa.
E é aí que a prática de Yoga começa com sua mágica. Através dos Ásanas aprendemos a controlar e “soltar” essas emoções.
No final de uma prática, quando em Savasana, a mente finalmente encontra aquele silêncio que buscamos e raramente encontramos. Nesse momento, começamos a inconscientemente perdoar, amar, deixar pra lá coisas de uma passado distante ou presente.
E esse silêncio muitas vezes vem expressados por lágrimas. Não tenha medo, libere-as e se liberte também.
Permita-se sentir raiva, chorar, ser feliz.

Para saber mais sobre conteúdo de Yoga aperte este botão

 

Sa Souza

Professora de yoga, meio paulista, meio carioca, meio americana, meio do mundo. Atualmente mora no Rio de Janeiro, mas iniciou sua prática de Vinyasa Yoga em 2010, em Washington DC, EUA, onde morou 7 anos. De coração e mente aberta, Sá oferece a seus alunos a oportunidade de respeitar e explorar as suas limitações e emoções com muito bom humor. Canceriana, está sempre buscando construir um karma positivo através de sorrisos, boas energias e boas ações com o próximo. Ama inverter seu mundo de cabeça para baixo e ver a vida de diferentes perspectivas. @sasouza_yoga

  • Avatar

    Sheila Silva - 18 Maio 2016

    Obrigada muito legal

    • Daniel De Nardi

      Daniel De Nardi - 21 dez 2016

      Que bom que você gostou Sheila. Continue acompanhando nosso conteúdo. Boas práticas.

  • Avatar

    Sergio - 9 fev 2017

    Já cheguei a chorar logo no mudrá. quando fico muito tempo sem praticar parece que tudo aflora só de sentar em ásana. muito bom o texto!

    • Daniel De Nardi

      Daniel De Nardi - 10 mar 2017

      Obrigado Sergio.

  • Avatar

    Camila - 19 fev 2017

    Ótimo texto! Eu sempre caiu em lágrimas quanto entoa o mantra Lokah samastha sukino bavanthu ( acho que escrevi errado rs) é incrível como me emociono, ainda mais quando o prof traduz esse mantra, que quer dizer "Que todos os seres sejam livres de todo sofrimento" Namaste!

    • Daniel De Nardi

      Daniel De Nardi - 10 mar 2017

      Obrigado Camila.

  • Avatar

    Gabrielle - 4 abr 2017

    Fazem três meses que iniciei o yoga, e ontem (03/04) já me deparei com isso, os ásanas foram tão intensos que minha mente queria a todo momento desistir, mas fiquei ali, firme, senti medo, os mesmos medos que sinto em algo extremo no decorrer da vida, em várias situações... foi aí que o choro veio, mas ele era feliz, como se me aliviasse! A minha busca é CONSCIENTE e agora começo a compreender o que acontece comigo muito mais do que antes, em alerta, sentindo cada expressão da minha mente. Esse texto me fez entender o que aconteceu, obrigada!

  • Avatar

    Erika - 17 Maio 2017

    Gratidãooooooo!!!!Nossa!!!! Recomecei a pratica em casa e me vi em prantos no final da pratica.... Que lindo encontrar esse site!!! Gratidãooo♥ ♥ ♥

    • Daniel De Nardi

      Daniel De Nardi - 19 Maio 2017

      Que legal Erika!! Deixe sair mesmo! ;)

  • CRISTI ferreira

    CRISTI ferreira - 1 jan 2020

    Obrigada por compartilhar esse texto. Muito rico, é bem comum os ALUNOS falarem que choraram após ou durante uma aula. Já tenho um arquivo para ENCAMINHAR.