Brand

O Yoga Não Vai Parar – Vamos passar por essa crise juntos

O Yoga não vai parar

O yoga não vai parar

Como o Yoga pode ajudar nesse momento tão difícil?

Estamos diante da maior crise desde a II Guerra Mundial. Entretanto, sempre que a humanidade enfrentou desafios dessa magnitude, uma atitude foi imprescindível: a colaboração.

Estamos passando por um momento muito difícil em todo o Mundo. A palavra de ordem é empatia, reclusão e autocuidado à você e às demais gerações.

Com a reclusão forçada, em muitos lugares, além da rotina habitual ser prejudicada, muitas pessoas estão em casa, ansiosas e angustiadas. Fortalecendo o nosso propósito de gerar conexão tornando a sabedoria do Yoga acessível a milhares de pessoas, ajudando-as na sua autotransformação, decidimos a partir de hoje:

Abrir GRATUITAMENTE  100%  do acesso à nossa Escola de Yoga Online por TEMPO INDETERMINADO, até que essa situação melhore e tudo volte a funcionar normalmente!

Para quem já é nosso aluno, nada vai mudar para você. Aliás, vai sim, abriremos novos horários nas aulas ao vivo com outros professores! 

Queremos de fato contribuir para o seu bem estar durante essa fase! Te ajudar a não identificar-se com o medo através de aulas de meditação, equilibrar  o corpo e a mente através das práticas completas e  estimular e fortalecer o seu físico com as aulas de força e flexibilidade. 

TEREMOS AULAS AO VIVO TODOS OS DIAS, confira nossa grade de horários.

Vem com a gente pois o #yoganaovaiparar por aqui. Use a nossa hashtag nas redes sociais e indique aos seus amigos!

Para participar basta fazer o seu cadastro em yoginapp.com/assinaturas preenchendo os campos com o seu e-mail e telefone, PRONTO, simples assim.

Nos vemos mais tarde,  Namastê.

Equipe YogIN App

Escola de Yoga Online

  • Avatar

    Gracia - 21 mar 2020

    Maravilhosos! namastê

  • Avatar

    Juliana Hirashike - 22 mar 2020

    Fiz minha primeira aula gravada e me senti como se estivesse numa aula presente!

    • Daniel De Nardi

      Daniel De Nardi - 22 mar 2020

      Que bom ouvir isso Juliana!