Brand

A minha Meditação é diferente

Talvez a sua também seja….
Não acredito que um preceito deva ser verdade única e incontestável para todos aqueles que seguem uma determinada filosofia.
Como dizia Patãnjali ao compilar os textos e ensinamentos dos mais sábios da época num livro que se assemelha à bíblia do Yoga, os Sutras; ao definir meditação como a ausência de turbulências da mente.
Porém, essencialmente teimosa e reflexiva, acredito que são justamente as ondas da mente, incluindo seus altos e baixos, que trazem a iluminação.
As epifanias que nos somos presenteadas por uma Inteligência maior, quando somente ao ver a realidade claramente pelo que é, finalmente conseguimos a libertação das audácias do dia a dia; ao invés de nos deixar levar contornando-as com as colunas sugeridas pela comunidade; os vícios, a negatividade, toxidade.
  • Ouvindo música e deixando a melodia e as singelas palavras apaziguarem a mente; elevando-se a tal estado de concentração e transe profunda.
  • A alimentação plena consciência, ao cozinhar com amor desde a sua preparação, até alimentar a alma e o carinho ao permitir a digestão livre de toxinas físicas ou emocionais.
  • Até mesmo conversando com alguém, ativamente o escutando e criando espaço. Não simplesmente tentar solucionar um problema ou agregar julgamentos positivos ou negativos; mas simplesmente aceitando o que é.
  • Através das práticas pessoais e rituais; ao se conectar com a sua própria essência contemplando a natureza, se dedicando à escrita, alimentando práticas sexuais saudáveis, o cuidado consigo e cultivando os seus hobbies, o que faz bem ao espírito; e – por que não – pensamentos altamente lúcidos sobre a realidade! Quando se está num estado de tamanha lucidez – após uma prática de Yoga, um banho, uma meditação que induza à criatividade… só o que nos resta é abraçar o que vier e fazer o melhor da situação.
Simplesmente estando presente. Assim, assimilando os sinais que vêm ao estarmos atentos, conectados com nossa essência e presentes nesta realidade.
Estas são algumas das minhas formas de meditação: alimentando meu espírito.
Quais as suas formas de contemplação e aquietação?

Alice lima

Alice Lima é professora de Yoga e contadora de histórias. Um tom de misticismo embasado nos assuntos esotéricos que compartilha através de culturas, outras dimensões e em todas as línguas. Combinando seu caminhar pelo mundo, espalha sabedoria e colhe vivências por onde passa.