Brand

Por que meditar à noite?

Por que meditar à noite?

Eu gosto da ciência e meditar tem sido uma ação muito investigada por ela ultimamente.

Muitos efeitos do Yoga a ciência ainda não consegue atingir, por outro lado, tudo o que conseguir provar cientificamente em termos de efeitos da prática, acho válido para o praticante.

Hoje tive um dia pesado, sim nós YogINs também temos preocupações. No final da tarde, daria uma aula para uma aluna antiga.

Quando cheguei, meu estado emocional estava tão agitado que ela perguntou se eu tinha vindo correndo.

Quando começou a prática, lembrei de todas as pesquisas que venho fazendo a respeito de meditação. Lembrava até dos resultados da redução dos níveis de cortisol (substância que ativa o estado de stress) e das divisōes de frequências do eletroencefalograma.

 

 

Naquele momento, decidi por o Yoga à prova – me dedicaria com a concentração de um YogIN às técnicas e observaria se as pesquisas são de fato verdadeiras conseguindo de fato alterar meu estado de consciência.

Começamos com um longo aquietamento. Depois pránáyáma alternado para reduzir o estado emocional. Fechei os olhos, embarquei na experiência, falava apenas os insights que a prática ia me proporcionando. Quando iniciamos os ásanas, fizemos poucas posições com longas permanências de cerca de cinco minutos em cada.

Ali não estava dando uma aula formal, tampouco, buscava performance, meu foco era a experiência do ásana.

Ao final da meditação, meu estado era de uma serenidade tamanha que pensei que nenhuma droga conseguiria produzir aquilo em mim. O Yoga venceu a aposta!

 

Por que meditar à noite?

Dentro do cérebro há uma região bastante escondida chamada hipotálamo. O hipotálamo é responsável por manter o corpo em equilíbrio (homeostase). Quando a pressão aumenta, ele envia substâncias para baixar, entre estas substâncias  está o temido cortisol. O cortisol não é uma substância ruim. Como dá para ver pelo gráfico, é liberado todos os os dia em diferentes quantidades ao longo das horas.

O cortisol é a substância responsável por estimular os instintos de luta ou fuga precisando produzir grandes mudanças tanto no psiquismo quanto no corpo. Por isso, o problema está quando passamos a liberá-lo constantemente por longo período de tempo.medite-niveis-de-cortisol-ao-longo-do-dia

Quando estamos estressados, jogamos doses cavalares de cortisol no corpo, gerando diversas modificações como por exemplo, aumentar a circulação sanguínea nos músculos e diminuir nos órgãos.

Num estado natural, o corpo começa a liberar cortisol logo cedo e atinge o ápice da liberação às 8 da manhã. Num organismo saudável, a liberação de cortisol vai diminuindo até a noite para podermos relaxar mais o corpo e descansar.

Manter a liberação alta de cortisol pode ser bastante prejudicial à saúde além dificultar a qualidade do sono.

Meditar proporciona ferramentas para atuarmos fisiologicamente no corpo.

Meditar estimula o sistema para-simpático, contrário ao simpático que gera o stress.

Meditar faz os níveis de cortisol baixar conforme as pesquisas de Rinad Minvallev, um fisiologista da Universidade de São Petersburgo que chegaram a detectar até 33% de redução com a prática do Yoga. 

Meditar a noite é o momento ideal para fazer seu organismo se reorganizar biologicamente, baixando o cortisol e preparando-se para uma noite de descanso profundo.

Para saber mais sobre conteúdo de Yoga aperte este botão

meditar

Daniel De Nardi

Head de conteúdo do YogIN App. Autor de 6 livros sobre Yoga. Pesquisador da História do Pensamento Indiano.